Turnover: saiba o que é e como reduzir esse índice na sua empresa

Tempo de leitura: 5 minutos

Toda empresa passa por demissões e admissões de colaboradores e essa rotatividade é definida como Turnover.

Esse indicador está ligado à área de Recursos Humanos das empresas e mede a relação entre a quantidade de entradas e saídas de funcionários em um mesmo período de tempo.

A alta rotatividade de pessoal gera custos adicionais para a empresa, com rescisões contratuais ou com novas admissões e treinamentos para os novatos. Por isso esse indicador tem como objetivo mostrar em números o nível de rotatividade ou substituições e como isso pode impactar na saúde organizacional.

Aprenda a calcular o Turnover da sua empresa e veja como reduzir esse índice.

Calculando o Turnover

Para saber o percentual de Turnover em uma empresa, basta usar a seguinte fórmula:

Na prática funciona da seguinte forma:

Uma empresa com um total de 300 funcionários teve no mês de maio, 25 admissões e 20 demissões, então:

25 + 20 = 45 / 2 = 22,50

22,5 / 300 = 0,0750 x 100 = 7,5%+

Essa empresa teve no mês de maio o índice de 7,5% de Turnover.

Esse cálculo também pode ser aplicado em períodos, bimestres, trimestres, semestres ou até anualmente.

O ideal é que a taxa de Turnover esteja abaixo de 5%. Caso dê um valor superior é recomendável analisar os fatores que estão ocasionando essa rotatividade e buscar ações para reduzir esse índice.

A alta rotatividade  pode indicar por exemplo, alguma falha na gestão ou até mesmo insatisfação com as condições de trabalho em relação ao ofertado no mercado de trabalho.   

Algumas possíveis causas do Turnover

Uma série de causas podem resultar na saída de um colaborador e desfalcar o quadro de funcionários de uma empresa, entre as principais podemos destacar:

  •          Proposta mais atraente de outra empresa;
  •          Insatisfação com as atividades exercidas;
  •          Baixa remuneração;
  •          Falta de comunicação e conflitos interpessoais;
  •          Falta de perspectiva de crescimento profissional ou baixa perspectiva de cunho pessoal;
  •          Insatisfação com a liderança da empresa;
  •          Condições de trabalho;
  •          Falta de reconhecimento;
  •          Preocupação com o futuro da empresa;
  •          Desequilíbrio entre vida pessoal e profissional;
  •          Óbito ou doença.

Algumas ações para reduzir o Turnover

Tão importante quanto calcular o Turnover é realizar práticas que reduzam esse índice. Uma taxa de rotatividade muito elevada pode trazer prejuízos para a empresa, mas felizmente isso pode ser evitado e as possíveis soluções serão apresentadas a seguir.

  • Contrate de maneira correta

Uma das principais formas de reduzir o Turnover é acertando nas contratações. Quando o recrutador encontra no mesmo candidato a habilidade e a experiência necessárias, juntamente com um perfil que se encaixa à cultura da empresa, se torna muito mais fácil gerar satisfação e comprometimento nas duas partes e consequentemente a permanência desse colaborador na organização.

  • Crie um ambiente de trabalho agradável

Antes de tudo, em um ambiente corporativo deve haver respeito entre todos os membros, cordialidade e educação. Esses são pontos cruciais para se ter um ambiente de trabalho agradável.

É também muito válido criar um ambiente mais criativo, com maior liberdade, flexibilidade de horário e espaço de trabalho, onde haja interação entre os funcionários, e em alguns casos também existem espaços de descontração para relaxar em momentos mais estressantes.

Tudo isso colabora para que as pessoas se sintam mais à vontade em sua “segunda casa”.

  • Reconheça um trabalho bem feito, dê feedback com regularidade

É sempre um ponto positivo reconhecer um trabalho bem feito, tanto para o funcionário quanto para o líder, pois incentiva o progresso e estreita relações.

E-mails com elogios e feedbacks periódicos são maneiras de reforçar o propósito de ambas as partes e demonstrar satisfação com o desempenho do colaborador.

  • Ouça as ideias dos colaboradores

Ouvir e considerar as sugestões da sua equipe é sempre bem-vindo. O profissional se sente mais valorizado e parte do time se a sua opinião é levada em conta. Poder participar do planejamento traz mais engajamento da equipe nos projetos, e quanto mais envolvidos mais firme se torna o vínculo com a organização.

  • Preencha as vagas internamente antes de anunciá-las no mercado

Abrir processos seletivos internos é uma ótima maneira de preencher cargos e ao mesmo tempo recolocar funcionários. A mudança de função ou promoção desperta um novo desafio e dá uma certa injeção de ânimo no colaborador, além desse se sentir mais valorizado sendo reconhecido como peça importante dentro da organização.

  • Estabeleça planos de carreira

Quando a empresa promove bons planos de carreira, o funcionário sabe que tem a possibilidade de crescer e se desenvolver ali, isso torna mais improvável que ele vá buscar outras oportunidades fora da organização.

Vale ressaltar que os planos de carreira precisam ser atrativos, desafiadores e devem despertar o interesse do colaborador. Reuniões e pesquisas são boas formas de saber as expectativas e ideias de carreiras dos funcionários.

  • Conte com a tecnologia

A tecnologia é a melhor ferramenta para otimizar todas essas estratégias. Por meio de softwares e soluções é possível melhorar muito os processos de recrutamento e seleção de talentos tanto internos, quanto externos. Realizar pesquisas de clima organizacional se tornará muito mais viável e a possibilidade de automatizar tarefas por exemplo, facilitará muito o dia a dia de todos os setores.

Sem contar com a possibilidade de trabalhar com análise de dados, que traz para a gestão da empresa uma ampla gama de informações privilegiadas que ajudam muito na condução de processos de qualquer área da empresa. Trazendo para a área de RH, é possível calcular o Turnover e definir as ações a serem executadas.

Existem no mercado muitas soluções para análise de dados. O conceito de Business Intelligence é altamente recomendável quando o assunto é extrair dos milhares de dados gerados em uma empresa, informações que facilitem e conduzam as tomadas de decisão de forma adequada sem perder tempo e dinheiro.

Se você ainda não conhece esse conceito e como ele funciona, convidamos você a conhecer nossas soluções e descobrir qual a mais adequada para a sua empresa.

Fale com um consultor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *